index of abird.com.br / Clipping
 
Conversor popular custará R$ 230, diz Costa
08/09/2008 19:40:00
A promessa é do ministro das Comunicações, Hélio Costa. O aparelho conversor é usado para que a TV que funciona no sistema convencional, chamado analógico, receba o sinal digitalizado.

O ministro lembrou que os preços já chegaram ao patamar de R$ 1.080, mas caíram “vertiginosamente” nos últimos seis meses. A expectativa do governo é que, até dezembro deste ano, o conversor popular não ultrapasse os R$ 200.

“Quando a TV digital chegou, parece que pegou de surpresa a indústria. Os preços dos conversores chegaram muito altos e agora estão se ajustando. Por isso temos uma venda pequena. Eu mesmo aconselhei a não comprar o conversor de R$1.080. É um absurdo, uma falta de consideração com o consumidor.”

Ao participar de entrevista a emissoras de rádio no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em Brasília, ele informou que atualmente, os conversores de TV digital são vendidos a R$ 299. Ele acredita que, assim que os preços atingirem a “normalidade”, o país irá registrar uma venda acentuada do equipamento.

Segundo Costa, o conversor popular já está sendo fabricado por uma empresa do pólo industrial de Manaus e tem condições de receber o sinal da TV digital em alta definição.

De acordo com o ministro, um outro conversor, no valor de R$ 199, também está sendo produzido pela mesma empresa, mas sem capacidade de recepção de alta definição.

“Há ainda uma disposição do governo em facilitar a compra do conversor por meio de financiamentos pela Caixa Econômica Federal e por bancos particulares. Todos têm interesse. Nós entendemos que, com R$ 7 por mês, você pode comprar o seu conversor [por meio de financiamento].”

Hélio Costa comentou que uma pesquisa realizada pelo Instituto Mackenzie na Grande São Paulo mostrou que a implantação da TV digital na região está tecnicamente bem posicionada. Segundo o ministro, relatórios apontavam que a imagem de boa qualidade no sistema analógico só chegava a 15% da população da capital paulista, mesmo depois de 40 anos de implantação. Atualmente, a Grande São Paulo, de acordo com Costa, já registra 85% de recepção “perfeita” no sistema digital.

Para o ministro, a opção brasileira pelo sistema japonês produziu “o melhor sistema de TV digital do mundo”, com maior ganho, maior possibilidade de cobertura e melhor compressão de vídeo.

“Tudo isso gratuitamente. A diferença está aí. No sistema americano, você ainda não consegue transmitir gratuitamente para o celular. Na Europa, já pode transmitir, mas apenas em definição standart, não em alta definição, e você paga para transmitir para o celular."

Segundo Costa, a implantação da TV digital no Brasil obteve sucesso não apenas em São Paulo, como também em Belo Horizonte e, recentemente, no Rio de Janeiro. Conforme o cronograma do ministério, o sistema deve chegar a Salvador, a Fortaleza e a algumas capitais da Região Sul do país até o fim do ano. Outra promessa é a de que todas as capitais nordestinas deverão possuir TV digital até, no máximo, o final de 2009.

“Toda e qualquer capital de estado que quiser antecipar o cronograma, basta comunicar o ministério e pedir a canalização digital. Feito o pedido pelas emissoras locais, automaticamente, o ministério e a Agência Nacional de Telecomunicações [Anatel] se incumbem de fazer a canalização e de autorizar as emissoras a entrarem em funcionamento.”